0%
Carregando...

HISTÓRIA DE JABOATÃO

O município foi fundado sob o nome de Jaboatão em 4 de maio de 1593 por Bento Luiz Figueira, o terceiro proprietário do antigo Engenho São João Batista. A cidade é conhecida como “Berço da Pátria“, por ter sido palco da Batalha dos Guararapes, travada em dois confrontos, em 1648 e 1649. Nesta batalha, índios, negros e portugueses se juntaram para expulsar os invasores holandeses do seu território, e essa batalha foi parte da “Insurreição Pernambucana”.

Em 1989, o município passou a chamar-se “Jaboatão dos Guararapes” em homenagem aos Montes dos Guararapes, local onde ocorreu a batalha. Por seu valor histórico e paisagístico, em 1965, a região dos Montes Guararapes foi tombada pelo Iphan como Parque Histórico Nacional dos Guararapes (PHNG). Por isso, a avenida adjacente ao Parque é chamada de “Estrada da Batalha” (Rodovia Estadual PE-008). Esse tombamento determina que o Parque “deve estar visível pela cidade” e, portanto, não é permitida a construção de arranhas céus desde a sua localização até a beira mar de Piedade (uma faixa que compreende 2 quilômetros da orla de Piedade), e assim lá se encontram os melhores mirantes da região.

Nome da cidade:

“Jaboatão” vem do nome indígena Yapoatam (madeira de construção dos mastros dos navios) e “Guararapes” é um nome indígena que significa “estrondo”, o ruído que as aguas das chuvas fazem quando se despenham por aqueles montes. Jaboatão dos Guararapes destaca-se por sua indústria, possuindo o terceiro maior PIB industrial de Pernambuco e estando situado numa região estratégica de desenvolvimento econômico de Pernambuco, localizado entre Recife e o Porto de Suape, que é o principal polo de investimentos do Estado.

Vias de Acesso:

É cortado pelas rodovias federais BR-101 (de norte a sul) e BR-232 (de leste a oeste). E rodovias estaduais PE-007 (liga Jaboatão à Moreno), PE-008 (estrada da Batalha), PE-009 (região das praias) PE-017 (Muribeca).

Juntamente com outros municípios da sua região, Jaboatão faz parte do Território Estratégico de Suape, que delimita a área de influência do Complexo Industrial e Portuário de Suape.

Hino de Jaboatão dos Guararapes:

I
Jaboatão
Nos verdes vivos dos teus
altivos Canaviais,
Há sempre rindo uma esperança
até na dança dos matagais.
É uma esperança que nunca finda
e que se alinda de inspiração
Ver-te sem guerra, terra dos altos,
linda terra da promissão

II
Eu amo o teu cruzeiro,
teu sol que é mais brasileiro;
teus altos que a gente vence
até sem ser jaboatonense.
Eu amo teu céu profundo,
maior que já vi no mundo,
e no meu sonho ideal,
quero mais a ti.
Oh! Terra natal.

(Música de Benedito Cunho Melo)

Fechar Menu
Fechar Painel
X